imagens anúncios criadores
sites
 
CLASSIFICADOS
   Ver Anúncios
   Ver Anúncios-Pro
FORMULÁRIOS
   Inserir Anúncio
   Inserir Anúncio-Pro
   Inscrição de Criador
   Recomendar Site
   Contacto
GUIAS
   Exposições / Eventos
   Resultados / Fotos
   Clubes / Associações
   Criadores
   Tabela de Anilhas
   Feiras Locais
   Guia de Sites
   Parques Ornitológicos
   Endereços Úteis / SOS
   Espécies de Portugal
   Classific. das Aves
   Birdwatching
ARTIGOS
   Notícias
   Standards
   Artigos de Criadores
   Espécies
   Sexagem DNA
AS AVES
   Prólogo
   Introdução
   Anatomia: esqueleto
   Anatomia: bicos
   Anatomia: pegadas
   Anatomia: penas
   Criação
   Macho ou Fêmea?
   Alimentação
   Cuidados
   Doenças
   Os Ninhos
   Observação
   Aves de Capoeira
   Tropicais
   Fósseis
   Extintas
COLUMBÓFILIA
   Introdução
   Evolução
   Aves de Guerra
   Nas Escolas
   Eventos em destaque
DEFINIÇÕES
   Dicionário: Orni
   Ornitologia
   Avicultura
   Columbofilia
   Estrutiocultura
LEGISLAÇÃO
   CITES
   Direitos dos Animais
   Convenção Europeia
   Decreto-Lei 140/99
   Decreto-Lei 49/2005
   Portaria 7/2010
MULTIMÉDIA
   Revistas
   Telemóveis
   Animações 3D
   Sons
   Vídeos
   Downloads
DIVERSOS
   É Viciado em Aves?
   Filatelia
   Extremos
   Curiosidades
   Provérbios
   Humor
INFANTIL
   Jogo do Galo
   Puzzle
   Bico de Papel
PRODUTOS
   Livros
   DVD's
   Software / Outros
AVESPT.COM
   Links
   Sobre...
   Publicidade
   Cartaz
   Nosso Link / Banner
   Como utilizar
   Bibliografia
 
 
Facebook

 
SPEA

















 
CARTAZ AVESPT.COM







 
  conteúdos/as_aves/alimentação  

ALIMENTAÇÃO


     A alimentação é um dos factores mais importantes na criação de aves. Efectivamente, cada uma das espécies necessita de determinado tipo de alimentação, de acordo com as características naturais do meio em que habitualmente vive. De geração em geração, foram tomando o hábito de comer aquilo que encontravam com mais facilidade e que Ihes permitia sobreviver e resistir às doenças. Entre a enorme variedade de sementes para granívoras escolheremos, portanto, as mais indicadas, que enunciaremos quando tratarmos das espécies separadamente.

     No entanto, é curioso assinalar a facilidade de adaptação das aves a sementes que não conheciam nos seus países de origem. A pouco e pouco, os seus hábitos vão-se modificando e, desde que Ihes forneçamos sementes com iguais características e percentagens alimentícias, raramente sofrem com a mudança.

     Porém, desde já convém lembrar que, embora grande número de espécies sejam granívoras, também elas necessitam de alimento de origem animal nos primeiros tempos de vida. Os pais, na época da criação, devem ter, portanto, à sua disposição alimentos com aquela característica. Em liberdade, escolhem insectos e outros pequenos animais. Em cativeiro teremos de Ihes dar igualmente insectos e papas adequadas que nós próprios iremos confeccionar. Algumas espécies são mesmo totalmente insectívoras, abrangendo os vulgarmente chamados "Pássaros de Bico Mole" ou "Bico Fino" que comem, além de insectos e papas para insectívoros, ovo, natas, carne moída, etc.

     Uns e outros necessitam ainda, no entanto, de verdura, frutos maduros e cenouras, onde vão recolher os suplementos vitamínicos naturais.

     É também conveniente variar o regime de vez em quando, quer se trate de sementes ou papas. Isso contribuirá afinal para corrigir qualquer erro que, a manter-se, poderia pôr em perigo as nossas aves. Alguns avicultores aconselham igualmente um dia de jejum por semana, no qual apenas seria servida água com um pouco de bicarbonato ou algumas gotas de medicamento para o fígado. Pessoalmente não o fazemos e, embora compreendamos a razão do conselho, preferimos respeitar a liberdade das aves em se alimentarem ou não. É claro que no seu meio natural isso por vezes acontece porque não encontram alimentos adequados. É um jejum forçado. De qual- quer forma, adoptamos o tratamento regular das nossas aves com um medicamento conveniente, à base de desintoxicante digestivo. E, por outro lado, convém não esquecer que certas espécies não poderiam estar mais de doze horas sem comer.

     Serão analisados, em seguida, os diversos tipos de alimentação (Brevemente).

 
 




Criador de Aves em Portugal - Guia de Iniciação


 












 








 

Fique actualizado com as novidades do avespt.com!

 


 

O que acha deste site?
Escreva a sua opinião ou deixe-nos uma sugestão para o podermos melhorar!

 


 

Se acha que este site pode ter interesse para um conhecido seu, nós enviamos-lhe uma recomendação por e-mail!



 











































  
Desde 2001 © AvesPT.com | melhor visualização: 1024 x 768 pixeis | webdesign e autoria: joseveiga