imagens anúncios criadores
sites
 
CLASSIFICADOS
   Ver Anúncios
   Ver Anúncios-Pro
FORMULÁRIOS
   Inserir Anúncio
   Inserir Anúncio-Pro
   Inscrição de Criador
   Recomendar Site
   Contacto
GUIAS
   Exposições / Eventos
   Resultados / Fotos
   Clubes / Associações
   Criadores
   Tabela de Anilhas
   Feiras Locais
   Guia de Sites
   Parques Ornitológicos
   Endereços Úteis / SOS
   Espécies de Portugal
   Classific. das Aves
   Birdwatching
ARTIGOS
   Notícias
   Standards
   Artigos de Criadores
   Espécies
   Sexagem DNA
AS AVES
   Prólogo
   Introdução
   Anatomia: esqueleto
   Anatomia: bicos
   Anatomia: pegadas
   Anatomia: penas
   Criação
   Macho ou Fêmea?
   Alimentação
   Cuidados
   Doenças
   Os Ninhos
   Observação
   Aves de Capoeira
   Tropicais
   Fósseis
   Extintas
COLUMBÓFILIA
   Introdução
   Evolução
   Aves de Guerra
   Nas Escolas
   Eventos em destaque
DEFINIÇÕES
   Dicionário: Orni
   Ornitologia
   Avicultura
   Columbofilia
   Estrutiocultura
LEGISLAÇÃO
   CITES
   Direitos dos Animais
   Convenção Europeia
   Decreto-Lei 140/99
   Decreto-Lei 49/2005
   Portaria 7/2010
MULTIMÉDIA
   Revistas
   Telemóveis
   Animações 3D
   Sons
   Vídeos
   Downloads
DIVERSOS
   É Viciado em Aves?
   Filatelia
   Extremos
   Curiosidades
   Provérbios
   Humor
INFANTIL
   Jogo do Galo
   Puzzle
   Bico de Papel
PRODUTOS
   Livros
   DVD's
   Software / Outros
AVESPT.COM
   Links
   Sobre...
   Publicidade
   Cartaz
   Nosso Link / Banner
   Como utilizar
   Bibliografia
 
 
Facebook

 
SPEA

















 
CARTAZ AVESPT.COM







 
  conteúdos/as_aves/aves_de_capoeira  

AVES DE CAPOEIRA


     Designam-se por aves de capoeira as espécies ornitológicas que foram amansadas pelo homem e se conservaram como animais domésticos, com vista ao aproveitamento da carne, dos ovos ou das penas. As mais importantes são as galinhas, os perus, os gansos e os patos, se bem que outras, como os faisões, as galinhas-da-índia, os pavões, os cisnes, os pombos e as rolas, criadas em certas regiões como animais domésticos, se incluam também nas aves de capoeira.


     A criação de galinhas toma em geral o aspecto de urna actividade marginal da agricultura; a avicultura industrial em grande escala, no entanto, ganha cada vez mais terreno. Nota-se particularmente este facto na criação de galinhas para carne.


     As raças de galinhas podem dividir-se em leves, médias e pesadas. Nas raças leves encontra-se incluída a Leghorn Branca, uma das mais espalhadas no nosso país, tanto nas pequenas criações como nos galinheiros industriais. Trata-se, de facto, de uma raça boa poedeira, na qual as galinhas pesam 1,7kg a 2kg e os galos 2,5kg a 3kg. Para a produção de capões (que atingem, quando muito, 0,5kg a 0,6kg de peso limpo às 8 semanas, depenados mas com cabeça e patas) cruza-se aquela raça com outra mais robusta.



     A Leghorn Castanha só se distingue da branca pela cor. Entre as raças médias e as raças pesadas mais vulgares encontram-se a Rhode lsland Vermelha, de corpo rectangular, boa aptidão poedeira, razoável revestimento de carne e ovos de casca acastanhada, com 2,7kg a 3kg de peso nas galinhas e 3,5kg a 3,8kg nos galos; a New Hampshire, nova raça americana castanha, aparentada com aquela, mas nitidamente melhor poedeira e com boa qualidade de carne; a Light Sussex, boa poedeira, de crescimento rápido e com carne de boa qualidade, pesando a galinha 2,9kg e o galo 3,8kg; a Barnevelder, nova raça holandesa, apta tanto para a produção de ovos como de carne, com 2,8kg na galinha e 3,5kg no galo; e a Plymouth Rock, raça também americana, igualmente boa poedeira e produtora de carne (galinhas, 3kg a 3,3kg; galos, 4,5kg). Por meio de vários cruzamentos, conseguiram-se raças nas quais o sexo já se pode distinguir nos pintos do dia, pela cor da plumagem; é o que sucede com a Leghor, obtida a partir do cruzamento da Leghorn Castanha e da Plymouth Rock Pedrês.


     Existem também galinhas ornamentais de raças anãs, conhecidas em Portugal pelo nome vernáculo de cocós e designadas em muitas línguas por raças bantans - por se afirmar que as primeiras destas galinhas, de baixa estatura, que vieram para a Europa, provinham da cidade marítima de Bantam, em Java. O peso máximo das raças bantans não ultrapassa, na Europa, 600g nos galos e 500g nas galinhas. A Bantam Preta e a galinha Sedosa são exemplos de raças anãs. No Japão registamos em particular a raça Fénix, em que o galo tem uma cauda extraordinariamente comprida.



     Os perus são originários da América do Norte, onde ainda existem em estado silvícola.


     O peru-bronzeado é o mais vulgar entre nós. Os perus novos têm à matança 7kg a 8kg, e as peruas, 5kg a 6kg. Os machos em pleno desenvolvimento atingem 16kg.


     O peru-branco é mais pequeno do que o peru-bronzeado, mas tem uma carne de melhor qualidade. A maior parte dos gansos da Europa derivam do ganso-pardo - o qual é mais pequeno e tem o corpo mais adelgaçado e as patas e asas mais compridas do que o ganso doméstico.


     O ganso-da-escânia é branco e pardo e cresce bastante rapidamente; o macho bem desenvolvido pesa 8kg, e a fêmea, 6kg.


     O ganso-de-tolosa assemelha-se na cor ao ganso-pardo; tem, no entanto, as patas mais curtas e o corpo tão robusto que quase se arrasta pelo chão.


     O ganso-de-emden é completamente branco, parecendo-se na sua conformação com o ganso-de-tolosa. Os patos criam-se entre nós quase exclusivamente para a produção de carne.


     O pato-de-pequim é branco, apenas com um toque de amarelo-creme. Considera-se esta raça a melhor para a criação de patos precoces destinados ao talho. Um pato crescido pesa 4kg, e uma pata, 3,6kg. A postura atinge 100 ovos por ano.


     O pato-de-aylesburgo, branco, sem vestígio de amarelo e de crescimento bastante precoce, dá o melhor produto de todas as raças para talho.


     O pato-de-ruão, a raça europeia mais antiga, tem a mesma cor do pato-bravo e não se desenvolve tanto como as raças precedentes.

     A galinha-da-índia pertence a uma família aproximada da do faisão. Destina-se particularmente ao aproveitamento da carne e atinge aos 4 meses um peso médio de cerca de 1kg.


Bantam preta (galinha)
Barnveld
Fénix (galo)
Leghorn branca
Light Sussex
New Hampshire (galinha)
Plymouth Rock Pedrês
Rhode Island vermelha (galinha)
Sedosa (galo)
Galinha-da-Índia
Ganso-da-escânia
Ganso-de-emden Ganso-de-toulouse
Ganso-pardo
Pato-de-aylesburg
Pato-de-pequim
Pato-de-ruão
Peru-branco (macho e fêmea)
Peru-bronze

 
 




Criador de Aves em Portugal - Guia de Iniciação


 












 








 

Fique actualizado com as novidades do avespt.com!

 


 

O que acha deste site?
Escreva a sua opinião ou deixe-nos uma sugestão para o podermos melhorar!

 


 

Se acha que este site pode ter interesse para um conhecido seu, nós enviamos-lhe uma recomendação por e-mail!



 











































  
Desde 2001 © AvesPT.com | melhor visualização: 1024 x 768 pixeis | webdesign e autoria: joseveiga